O TEMPO DE DEUS NA VIDA DOS HOMENS

Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo”. Apocalipse 1:3tempo
No princípio o universo não existia, não havia matéria, então o Senhor Deus onipotente como é criou todas as coisas (Gn 1:1; Jo 1:3; I Co 8:6; Cl 1:16; Hb 1:2). A física em seus estudos nos mostra que a matéria; o tempo e o espaço precisam ocorrer ao mesmo tempo; se não há matéria não pode haver nem espaço nem tempo. Assim, antes que Deus criasse o universo, não havia “tempo”, pelo menos não no sentido de uma sucessão de momentos. Portanto, quando Deus criou o universo, também criou o tempo. Quando Deus começou a criar o universo, o tempo começou, e começou a haver uma sucessão de momentos e acontecimentos encadeados. Mas antes de haver um universo, e antes de haver o tempo, Deus sempre existiu, sem princípio e sem ser influenciado pelo tempo (Ap 1.8). E o tempo, portanto, não tem existência por si mesmo, mas, como o resto da criação, depende do eterno ser divino e do eterno poder divino para continuar existindo [Grudem, W. Teologia Sistemática. São Paulo: Vida Nova, 2000, p. 117].

Contra o tempo não há resistência, ele traz consigo suas consequências e benefícios na vida dos seres humanos enquanto neste plano material. Nunca na história da humanidade tanto se consumiu produtos de beleza na busca de reparar os efeitos do tempo como nos dias atuais. Há muito o homem gasta bilhões em pesquisas científicas na busca de retardar e até eliminar as consequências decorrente do tempo no corpo físico e na natureza, a ciência projeta meios de prolongar e até perpetuar a vida.

O Cronos ou Chronos é o nome dado para a personificação do tempo, de acordo com a mitologia grega. Atualmente, cronos é a definição do tempo cronológico e físico, compreendido como os anos, os meses, os dias, as horas, os minutos, os segundos e etc.

Naturalmente nos é confiado e determinado tempo para tudo, cf. Eclesiastes no capítulo 3 temos a nosso dispor a condição de fazer uso do tempo para vivenciarmos as mais profundas e marcantes experiências.

O tempo é uma maneira de DEUS para trabalhar na vida do homem. Para você é tempo, mas para DEUS é um meio de tratamento na tua vida. Quem sabe seu milagre, a sua colheita, sua vitória, sua benção, ainda não chegou devido a atitudes e posicionamentos seus em ralação a DEUS. A natureza humana não é muito paciente, ou melhor, nada paciente. Temos pressa em tudo! Somos imediatistas.

Queremos até colher antes de plantar. Aí acontecem os atropelos da vida, aquelas situações que você mesmo provoca, por pura ansiedade de não aguardar o tempo certo e determinado por Deus. Alguém poderia dizer: “Mas quando é esse tempo certo? Como vou saber quando o tempo chegar?” Basta observar os sinais, você com certeza saberá. Quando for tempo isso lhe trará tranquilidade, alegria e não mais angústia, tristeza, mas uma PAZ total. Geralmente quando alguma coisa está para acontecer ou chegar até sua vida, pequenas manifestações do cotidiano, enviarão sinais indicando o caminho certo. Sem contar que DEUS mesmo vai direcionar ao caminho certo, indicando que agora sim é o tempo.

O Kairós é uma palavra de origem grega, que significa “momento certo” ou “oportuno”, relativo a uma antiga noção que os gregos tinham do tempo. No âmbito religioso, a palavra kairós é utilizada no sentido de “tempo espiritual” ou “o tempo de Deus”, eterno (cf. Heb 13.8) é livre, ilimitado, insondável, imensurável, incomparável e incompreensível (cf. Dn 4.34).  Deus não está sujeito ao tempo, Dele é o tempo. Para Ele passado, presente e futuro, são um eterno presente (2 Pe 3.8).  Salmos 90. 2 “Antes de nascerem os montes e de criares a terra e o mundo, de eternidade a eternidade tu és Deus”.

A Bíblia nos relata sobre alguns eventos denotando o Kairós na vida do homem para:

Salvação: “Porque diz: Ouvi-te em tempo aceitável e socorri-te no dia da salvação. Eis agora o tempo aceitável, eis agora o dia da salvação” (2 Co 6.2).

Bênçãos a ser alcançadas: o Rei Davi teve esperar entre o momento de sua unção de rei pelo profeta Samuel e o assumir literalmente o trono, aproximadamente 15 anos (I Sm 16.13 e                             II Sm 2.4).

Quando não há mais tempo: A sunamita que teve seu filho de volta (II Rs 4.28-37) Lázaro o amigo amado, regressou para o seus (Jo 11.1-44).

Suportar as provas: “Sei estar abatido, e sei também ter abundancia, em toda a maneira e em todas as coisas estou instruído, tanto ter abundancia, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas naquele que me fortalece” (Fil 4.12-13); “O meu Deus segundo as suas riquezas suprirá todas as vossas necessidades em glória, por nosso Senhor Jesus Cristo” (Fil 4.19).

Para o arrebatamento: (I Ts 4.13-17 e I Co 15.51-58).

 

“Já está próximo o fim de todas as coisas; portanto, sede sóbrios e vigiai em oração” (I Pedro 4.7).

 

Que o Senhor nos guarde e nos abençoe!

Pr. Adriano Gomes
1238948_10200538974107384_601017244_n

 

Comments(4)

  1. Responder
    Vera Agostini says

    Muito edificante e esclarecedor. Aguardar realmente o tempo certo de Deus .

  2. Responder
    Hosana Andrade says

    Amei o artigo. Parabéns Pastor Adriano. Deus falou comigo através deste artigo.

  3. Responder
    Jair Adilson says

    Com prazer posso chamar o Pr. Adriano de meu amigo… Esse artigo é maravilhoso e certamente nos desperta para o “Tempo de Deus” em nossas vidas.
    Deus abençoe.

  4. Responder
    Ruben P F says

    Muito bom este estudo veio no tempo certo para mim , Deus abençoe o pastor Adriano Gomes

Deixe um comentário